Restaurante Adegão Português – São Cristovão

Fachada do Restaurante Adegão Português, em São Cistovão.

Fachada do Restaurante Adegão Português, em São Cistovão.

Sexta-feira e início de mês é o momento ideal para cometer uma loucura bacana na hora do almoço. Cartão de refeição recarregado, almoço um pouco mais demorado. Convidado para ir ao Adegão Português por um descendente de português (torce por Portugal na Copa) e vascaíno, enfrentei o calor, preparei a carteira e fui conhecer esse ícone do bacalhau em São Cristovão. Afinal, um camarada tão tradicional não me levaria para um restaurante das terras d’além-mar de segunda categoria, não é mesmo?

Decoração interna do salão do Restaurante Adegão Português, especializado em bacalhau.

Decoração interna do salão do Restaurante Adegão Português, especializado em bacalhau.

Garrafa de Bohemia Weiss, cerveja de trigo - R$ 14,00.

Garrafa de Bohemia Weiss, cerveja de trigo - R$ 14,00.

O ar-condicionado a toda potência nos deu as boas vindas assim que chegamos ao salão, onde garçons vestidos de forma clássica (terno branco, gravata preta, ou seria o contrário?) encontravam-se espalhados atendendo às diversas mesas que lotavam o restaurante. E foi um desses que nos atendeu muito bem e nos providenciou uma garrafa de Bohemia Weiss, de trigo (R$ 14,00). Com estômago vazio, aquela cerveja gelada desceu muito bem e ajudou a pensar melhor a respeito do prato que iríamos pedir.

Bolinho de Bacalhau de entrada (unidade) - R$ 4,50.

Bolinho de Bacalhau de entrada (unidade) - R$ 4,50.

A variedade de pratos com bacalhau é tanta, com tantas opções realmente boas, que achamos melhor pedir um Bolinho de Bacalhau (R$4,50 – unidade) para saborear enquanto tentávamos entrar num consenso. O bolinho de bacalhau é de tamanho médio e bastante saboroso. Crosta crocante por fora e bacalhau macio por dentro. É claro que deu vontade de comer mais de um, mas a idéia não era almoçar bolinho de bacalhau. Ele só tinha pintado no roteiro para distrair nossa fome enquanto escolhíamos o prato principal.

E assim foi feito. Depois de um grande dilema, chegamos a uma conclusão. Cogitamos pedir o Bacalhau à João do Porto – na brasa com batatas e ovos cozidos e alho frito no azeite – (R$ 139,00), mas acabamos no tradicional à Zé do Pipo –  cozido no leite, ao molho de cebolas e alho, purê e maionese gratinados – (R$ 139,00).

O preço assusta, mas bacalhau nunca é barato. E devo acrescentar que o prato serviu nós 3 muito bem. O prato vem em boa quantidade, o bacalhau macio, sem “ranso do fundo do mar” e no ponto de sal, detalhe que facilmente escapa do controle em outros restaurantes. Aqui no Adegão, não. E nem poderia. Diferente do que a descrição do purê e maionese gratinados pode passar, a mistura é bem feita e, apesar de pesada para o estômago, não enjoa o paladar. Pelo contrário, acompanha super bem o bacalhau. Capriche no azeite e se deixe levar!

Bacalhau À Zè do Pipo: Cozido no leite, ao molho de cebolas e alho, purê e maionese gratinada (serve 3 pessoas!) - R$ 139,00.

Bacalhau À Zè do Pipo: Cozido no leite, ao molho de cebolas e alho, purê e maionese gratinada (serve 3 pessoas!) - R$ 139,00.

O precinho é salgado, mas o Bacalhau tava no ponto!

O precinho é salgado, mas o Bacalhau tava no ponto!

Só não pode voltar pro trabalho com bafo de bacalhau. Para evitar esse constrangimento, fizemos questão de uma sobremesa. A Copa de Amoras (R$ 14,00) é uma espécie de cheescake, talvez com a parte do creme um pouco mais gelada, próxima à consistência de um sorvete, coberta por uma saborosa calda de amoras. Guloso que sou, tive vontade de tomar duas. Mas o estômago é um só e este já estava bem cheio. E feliz!

Para a sobremesa, Copa de Amoras - R4 14,00.

Para a sobremesa, Copa de Amoras - R4 14,00.



RESUMO DO JANTAR

As pessoas costumam tirar a sexta-feira para fazer almoços mais caros e demorados, por isso o restaurante estava bem cheio, mas não me recordo do salão estar barulhento e nem da demora do prato ou pouca atenção do garçom. Foi tudo muito prático e eficiente e nem reparei que fiquei quase 2 horas ali dentro. O ar-condicionado foi um ponto de destaque, já que fazia um calor infernal. Sobre a comida, seria muito difícil que uma casa especializada em bacalhau não tivesse pratos maravilhosos. Obviamente devem haver uns melhores que os outros. Entre os melhores, eu posso dizer que o à Zé do Pipo está. Experimente e depois conte pra gente.


Concorda que o restaurante Adegão Português é top de linha no quesito bacalhau? O quê? Comeu um melhor em outro lugar? COMENTE ESSE POST e divida com a gente sua experiência.


Restaurante Adegão Português

Campo de São Cristóvão, 212
São Cristóvão – Rio de Janeiro – RJ
Tel: (21) 2580-7288 | (21) 2580-8689
http://www.adegaoportugues.com.br


Exibir mapa ampliado

Tags: , , ,

6 Responses to “Restaurante Adegão Português – São Cristovão”

  1. Alexandre
    April 26, 2011 at 7:17 pm #

    Desgraçado coloca as fotos!!! hauhahuahuahuahuahu

  2. April 26, 2011 at 7:31 pm #

    É pra ter idéia da delícia ou da desgraça que está sendo descrita! =)

    grande abraço,
    Leonardo Spinardi

  3. April 27, 2011 at 8:03 pm #

    Muito legal essa experiência portuguesa! As fotos estão muito legais!

    Aproveito para lembrar que o Destemperados está de casa nova, no http://www.destemperados.com.br!

    Abraços!

  4. April 27, 2011 at 9:04 pm #

    Obrigado! Vou fazer uma visita lá também!

    abraço!
    Leonardo Spinardi

  5. Eduardo Barves
    May 10, 2011 at 4:15 am #

    Ei muito legal o seu site cara.
    Ta de parabens! Muito boas as dicas e as análises dos lugares sempre bem completas e sem enrolaçao!

    Procurei aqui algum link do mizu (japones+mexicano, em botafogo) mas nao encontrei… se ainda nao avaliou pessoalmente, vale a pena…
    valeo, abrçs!

  6. May 10, 2011 at 12:46 pm #

    Obrigado, Eduardo! Que bom que curtiu. Essa é mesmo a proposta. Já fui no Mizu, sim, que fica ali na Farani, né? Mas na época acho que ainda não tinha o blog. Assim que der a gente passa lá e traz uma resenha para o site.

    grande abraço,
    Leonardo Spinardi

Leave a Reply