Restaurante e Churrascaria Majórica – Flamengo

Fachada do restaurante e churrascaria Majórica, no Flamengo.

Fachada do restaurante e churrascaria Majórica, no Flamengo.

Conhecendo bem a fama das carnes do Restaurante e Churrascaria Majórica, no Flamengo, acho até que demorei bastante tempo para vir aqui. Ainda mais se levarmos em conta a proximidade da minha casa.

Por fora, o restaurante já tem um visual diferente, todo de pedra, janelas com grades, parecendo um pequeno castelo medieval ou alguma casa rústica do campo. Quando você entra, o ambiente interno surpreende – para o bem e para o mal – pela quantidade de decoração, entre objetos e quadros na parede, formando um climão meio poluído e sufocante.

De entrada, linguiça, molho à campanha e pão.

De entrada, linguiça (R$ 3,60), molho à campanha e pão.

Para aquecer os tambores, pedimos uma Linguiça de Porco (R$ 3,60) de entrada, que veio acompanhada de molho à campanha. O garçom ainda nos trouxe, acho que de cortesia, um cestinha de pães. O pedido veio rapidinho. A linguiça tava bem passada. Mas não há porque falar bem de um prato cuja margem de erro é quase zero. Seguimos em frente.

Salada Verde: rúcula, alface e tomate para acompanhar - R$ 9,50.

Salada Verde: rúcula, alface e tomate para acompanhar - R$ 9,50.

Sempre escolho o prato pensando na experiência diferenciada que posso vir a relatar aqui no blog. Assim, escolhemos uma carne diferente e cara ($$$), acompanhada por uma Salada Verde (R$ 9,50) composta por Rúcula, Alface e Tomate. Aliás, um prato que tenho dificuldade de encontrar nos restaurantes, de forma geral, é uma salada simples como esta que acompanha muito bem as carnes. Normalmente são oferecidas saladas mais pesadas, com batata, ervilha, milho, presunto, azeitona. E essa veio bastante farta com folhas de rúculas fresquinhas.

A tal carne diferente e cara foi o Filet Mignon ao Camembert Flambado (R$ 53,00). Fiquei embasbacado com as duas míseras fatias de carne que vieram no prato. Apesar de pedirmos bem passada, por preferência da minha mulher, ela veio mal passada. Acredite se quiser, mas esse valor vem sem nenhum acompanhamento. São só esses dois pedaços de carne e lamba os beiços. Ainda confirmei com o garçom se, por engano, eles teriam substituído as guarnições pela salada verde que pedimos. Vamos deixar combinado que eu achei o estupro dos estupros. Em uma próxima oportunidade, deixarei na mão do garçom a sugestão do prato forte da casa porque este filet mignon ao camembert definitivamente não é. Fuja dessa!

Filet Mignon ao Camembert Flambado (duas míseras fatias de carne) - R$ 53,00.

Filet Mignon ao Camembert Flambado (duas míseras fatias de carne) - R$ 53,00.

Um pouco insatisfeito com o bendito filet mignon, insisti em testar também uma sobremesa diferente. Dessa vez, fui bem sucedido. Escolhi a Torta de Santiago Caseira com sorvete de Creme (R$ 10,00).  É um bolo macio, com pedaços e sabor de nozes, muito bem completado pelo sorvete de creme, que ajudou a aliviar a decepção que sentia até aquele momento por conta do nosso prato principal.

Torta de Santiago caseira com sorvete de creme - R$ 10,00.

Torta de Santiago caseira com sorvete de creme - R$ 10,00.



RESUMO DO ALMOÇO:

Foi um almoço já no final da tarde. Estávamos a pé, não tivemos problemas com estacionamento e fomos bem atendidos. Costumo passar em frente ao Majórica e sempre vejo uma fila. Não sei se é de gente esperando para entrar, ou se estão esperando o Valet trazer o carro de volta. A fama da carne é inquestionável, mas dessa vez talvez eu tenha escolhido mal. Pela fama, acho que merece uma segunda chance, visto que é a especialidade da casa. Para mim, o custo não foi correspondente ao benefício. Achei muito pouca comida e a combinação filet/camembert é fraca. Talvez a carne pura seja mais saborosa e mais barata. Se forem lá, corram desse prato. Me arriscarei mais uma vez para depois dizer qual deles é o bom e que vale cada tostão.


E você? Acha que a carne do Majórica está entre as melhores do Rio? COMENTE ESSE POST e diga o motivo!


Restaurante e Churrascaria Majórica

Rua Senador Vergueiro, 11/15
Flamengo – Rio de Janeiro – RJ
Tel: (21) 2205-6820


Exibir mapa ampliado

Tags: , , , , , ,

15 Responses to “Restaurante e Churrascaria Majórica – Flamengo”

  1. Diva
    October 16, 2011 at 3:09 am #

    Olá, procurando o site da churrascaria Majórica encontrei seu comentário sobre o restaurante e não pude deixar de escrever. Frequento desde bebê (tenho 35 anos) e meus pais iam desde quando eram solteiros. É o melhor churrasco do Rio. Seu pedido realmente não foi legal….dê mais uma chance à Majórica e experimente o T-Bone Steack ou o Baby Beef com as famosas batatas fritas. Não tem erro. É de comer rezando. Tire essa sua má impressão. 🙂 Bons eventos gastronômicos….

  2. October 16, 2011 at 3:18 pm #

    Oi, Diva!

    O objetivo de compartilhar a opinião é exatamente esse. Confrontar as experiências ou confirmá-las. Conheço a fama do Majórica e já fui lá outras vezes. Não acho mesmo o custo X benefício excelente. A qualidade da carne é boa, mas acho que é supervalorizado. De qualquer forma, da próxima vez que eu for eu vou seguir sua recomendação. Pelo tempo saboreando as delícias do local, tenho certeza que você está falando com conhecimento de causa, né?

    Obrigado pela colaboração.

    abraço,
    Leonardo Spinardi

  3. Angelo
    December 14, 2011 at 4:00 pm #

    É a melhor churrascaria do Rio. Frequento há mais de 30 anos. Da próxima vez peça uma picanha, mas leve outra pessoa porque não vai aguentar comer tanta carne.
    Recomendo muito à todos.

  4. December 14, 2011 at 4:18 pm #

    Oi, Angelo!

    Obrigado pela sua opinião. Já comi a picanha de lá e realmente é um prato pra dois. Mas não acho que a Majórica esteja entre os 5 melhores lugares pra se comer carne na Zona Sul. Estive lá umas 5 vezes esse ano e intercalei boas e razoáveis experiências. Mas entendo que a sua percepção de frequentador assíduo há tanto tempo é influenciada por dias melhores que, com certeza, o restaurante já teve no passado. Mas nem por isso deixa de ter filas no final de semana.

    abraço,
    Leonardo Spinardi

  5. Joel Bueno
    January 11, 2012 at 2:36 pm #

    Quem gosta de carne bem passada não tem condições de discutir gastronomia.

  6. January 11, 2012 at 7:20 pm #

    Oi, Joel!

    Não seja tão radical. Também prefiro carne mal passada, mas pra privilegiar o paladar da minha mulher não vi problema em ceder e a aceitar uma mais bem passada. De qualquer forma, como você verá em outros posts desse blog, apesar dele falar de comida, não tenho embasamento teorico algum pra discutir gastronomia. Não sou gastrônomo. É o que diz a descrição desse blog, não leu? “um paladar comum que gosta de comida boa, preço justo e de um bom atendimento”.

    Obrigado pela colaboração.

    um abraço,
    Leonardo Spinardi

  7. Joanna
    January 11, 2012 at 8:38 pm #

    Olá,
    frequento a Majorica praticamente desde que nasci, há 30 anos. Meus pais já eram fãs de carteirinha, dessa, que para mim, é a melhor churrascaria do Rio de Janeiro. Te aconselho a ir novamente e pedir um prato simples, como: picanha, arroz, batata frita, linguiça (a mehor que existe) e molha à campanha. Você vai virar fã. obs: não esqueça de pedir para jogar o “famoso” molho da picanha em cima do arroz, é maravilhoso. Uma ótima pedida também é a entrada, a manteiga que eles servem a algo de louco, só cuidado para não se empanturrar e depois não conseguir ir para o prato principal.

  8. January 14, 2012 at 12:46 pm #

    Oi, Joanna!

    Obrigado pelo comentário e colaboração. acredito que posso ter errado mesmo no pedido. A fama da Majórica não deve ser à toa. Infelizmente, tivemos a notícia que, durante essa semana, acho que no dia 10, houve um incêndio no restaurante durante a madrugada que detsruiu o restaurante. Não sei se o plano é se reerguer, mas acredito que deve tomar um bom tempo até que eles reconstruam o local. Uma pena…

    um abraço,
    Leonardo Spinardi

  9. Daniele
    March 4, 2012 at 1:14 am #

    Olá,
    Ocorre sim o incêndio mais ela já reabriu no dia 24 de fevereiro. Então, te aconselho a ir novamente e experimentar uma ponta de picanha Argentina que é macia e saborosa assim como sua famosa batata pastel só encontrada nesta churrascaria que é um diferencial gastronômico na cidade do Rio de janeiro. Não esqueça de consultar a carta de vinho que é excelente.

  10. March 5, 2012 at 12:29 pm #

    Oi, Daniele!

    Já dei mais de uma chance e minha experiência não se diferenciou uma da outra. Não digo que é um restaurante ruim, mas definitivamente ainda não consegui experimentar a Majórica da forma que os fãs tanto falam. De qualquer forma, obrigado pela dica e pela colaboração.

    grande abraço,
    Leonardo Spinardi

  11. Celso Barbosa
    April 26, 2012 at 10:15 pm #

    Olá,
    Confesso que fiquei triste ao ler seus comentários sobre a tradicional Majorica. Frequento o estabelecimento a vários anos e me considero um bom apreciador de carne bovina.
    Realmente uma pessoa que vai a uma churrascaria tradicional e faz uma pedida de uma carne com molho de queijo(nada quanto ao gosto do prato), mais a de convir que não é o prato para servir como julgamento de
    uma churrascaria.
    Sugiro que volte lá e coma uma picanha argentina que faz parte do cardapio(nunca bem passada) e tenho certeza que sua opinião vai mudar.
    Abs Celso Barbosa

  12. April 27, 2012 at 3:01 am #

    Oi, Celso!

    Obrigado pelo comentário e colaboração. Pela quantidade de defensores da Majórica aqui, minhas dúvidas sobre sua qualidade diminuem. Sei que a fama da churrascaria é grande. Depois dessa vez do relato, fui outras vezes, comi outras carnes, mas nunca me encantou. Recentemente tentei voltar lá, mas sem uma programação precisa, é quase impossível almoçar lá nos finais de semana porque o local está sempre cheio, repleto de fãs, como vocês aqui do blog.

    Assim que conseguir experimentar a tão famosa Picanha Argentina, volto para compartilhar com vocês, ok?

    abraço,
    Leonardo Spinardi

  13. luis otavio jardim
    May 4, 2012 at 11:09 pm #

    meu Deus! o que a majórica fez comigo me deixou extremamente magoado. Cheguei 6 hrs da tarde para comer e pedi um brochete misto. A linguiça que me deram foi aquela que sobrou do almoço e depois se esquenta, e é fácil perceber isso. toda seca por dentro esturricada e a pele toda enrrugada.Pedi uma batata portuguesa e veio palito. Estou profundamente magoado até porque indiquei a majórica para tanta gente desde a década de 70. Obrigado majórica pelos velhos tempos. Descanse em paz.

  14. Nadia
    July 10, 2014 at 11:22 pm #

    Esta churrascaria barrou meu filho, criança, porque ele usava camiseta sem manga… foi até bom, pois tempos depois a Vigilância Sanitária a interditou. E tenho ouvido péssimas críticas… evitou-nos uma intoxicação alimentar ou, na melhor das hipóteses, um almoço frustrado, como o das pessoas acima. Tô fora!

  15. July 14, 2014 at 1:18 pm #

    Oi, Nadia!

    Realmente a atitude de barrar uma criança não é simpática, ainda mais por esse motivo. Estranho porque, quandoo passo em frente, aos domingos, vejo o restaurante repleto de famílias, com crianças, bebês, idosos, gente de todas as idades. E o ambiente não é nem um pouco formal que exigisse “trajes adequados” para se permitir a frequência. De qualquer forma, obrigado pela colaboração.

    um abraço,
    Leonardo Spinardi

Leave a Reply